Novos medicamentos serão distribuidos pelo SUS

Cinco novas drogas passarão a ser distribuídas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS): dois remédios para pacientes com crescimento anormal da próstata (finasterina e doxasozina) e três fitoterápicos, um deles indicado para síndrome de cólon irritável (hortelã), outro para queimaduras e psoríase (babosa) e outro, para dor lombar (salgueiro).

Os remédios integram a nova Relação Nacional de Medicamentos (Rename), lista preparada pelo Ministério da Saúde com remédios distribuídos pelo governo. Até a versão anterior, eram incluídos na Rename apenas remédios de atenção básica. No novo formato, a relação inclui também remédios para tratamento de doenças raras, vacinas e produtos de saúde.

"Isso dará mais transparência", afirma o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha. "O novo formato permitirá que toda população saiba quais os medicamentos que o SUS oferece", completa. Com a incorporação anunciada nesta quinta-feira, sobe para 11 os fitoterápicos distribuídos pelo governo. A Rename é revista a cada dois anos.

3 comentários:

Mariana Knorst disse...

O interessante é que as pessoas não sabem que direito à saúde é um direito fundamental e que, por mais que o governo não 'disponibilize gratuitamente', é dever dele garantir que todos tenham acesso.

Donizete disse...

De fato Mariana as pessoas tem que se unir em defesa de seus direitos. Uma maneira é criar comunidades e associações para trocar informações principalmente para quem mais nescessita.

abraços

Anônimo disse...

francisco:

necesito de remedios de uso continuo,spiriva e alenia para o DPOC ganho do governo.mas precisoglucosamina para os ossos,e outros para a inflamação da prostata.e com salario minimo sem direito a dezimo terceiro não da.como faço para ganhar estes outros remedios q preciso.tenho q entrar na justiça poder obste-los?tenho 84 anos

Postar um comentário

Meus Links