Videoconferência informa sobre saúde do homem e câncer de próstata

O Hospital Universitário João de Barros Barreto realiza amanhã (20) videoconferência sobre saúde do homem e câncer de próstata, ministrada pelo médico Roberto Cepeda Fonseca. O palestrante é membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia, doutor em urologia pela Universidade de São Paulo (USP) e professor adjunto de urologia da Universidade Federal do Pará (UFPA). Realizada pela Rede Universitária de Telemedicina e Telessaúde (Rute), a videoconferência será transmitida aos campi da UFPA para profissionais de saúde e estudantes da capital e no interior do Estado.

A palestra faz parte da programação de videoconferências que o hospital realiza com o objetivo de dar formação continuada aos alunos da área da saúde e profissionais que atuam nos municípios paraenses. O câncer de próstata foi escolhido pelo fato de que os temas relacionados à saúde do homem ainda serem pouco discutidos. Em muitos casos, quando os homens decidem procurar um médico, doenças como o câncer de próstata já estão em estado avançado.

A DOENÇA 

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, o câncer da próstata é a neoplasia mais frequentemente diagnosticada nos homens e a terceira causa de morte por doença maligna, depois do câncer de pulmão e do cólon. É um tumor raro antes dos 50 anos, porém, após esta idade, sua incidência duplica a cada década de vida. Achados de autópsia demonstram que aos 80 anos, 70% dos homens apresentam carcinoma prostático.
Os sintomas do carcinoma da próstata na fase inicial podem estar completamente ausentes. Na doença avançada, a sintomatologia pode se manifestar pela obstrução do fluxo urinário, com conseqüente piora da função renal. O toque retal ainda se constitui num exame de suma importância. “Cada  homem deve ser avaliado anualmente, quando existe necessidade de tratamento, inicialmente se usa medicamentos e nos casos mais avançados a cirurgia. No inicio da doença devem se tratados curativamente através de cirurgia ou de radioterapia, e nas fases avançadas com bloqueio hormonal visando melhorar a sobrevida e a qualidade de vida”, explica o Dr Roberto Cepeda.
Para participar das videoconferências nos municípios paraenses, os estudantes e profissionais da área de saúde podem se inscrever no campus da UFPA mais próximo. (Diário Online)

0 comentários:

Postar um comentário

Meus Links